Episódio 1.05: Nunnyunnini, Moeda, Bowie, Marilyn Monroe, Mr. World e mais

O quinto episódio de American Gods nos trouxe muitas revelações e estabeleceu uma base do que a trama se baseia, que é a guerra entre os antigos e novos deuses.

Nunnyunnini

Nunnyunnini é um deus representado por uma caveira de mamute e era carregado por membros da tribo. O ano é 14000 a.C., eles faziam rituais para se comunicar com Nunnyunnini. O deus os disse sobre uma terra ao leste [a América] onde as gerações futuras da tribo poderiam sobreviver livre das dificuldades que lhe eram comuns, como o frio e a fome.

Atsula era considerada uma mulher sagrada da tribo, mas não acreditava sobre o que Nunnyunnini dissera sobre essa terra ao leste, mas mesmo assim foi junto com sua tribo e seu deus. Ao chegar, a tribo não encontrou nada daquilo que foi prometido, e Atsula decidiu se comunicar novamente com Nunnyunnini. E então o deus falou novamente, e lhe informou o que fazer para que a tribo pudesse desfrutar daquilo que esperavam.

Nunnyunnini mostrou à Atsula que ela deveria se sacrificar em prol do seu povo. Como ela era uma descrente naquilo que Nunnyunnini prometeu sobre a terra, não conseguiria desfrutá-la, mas deveria oferecer a sua vida em troca dos benefícios da terra para o seu povo. Um grande búfalo a matou e assim conseguiriam comida.

O búfalo representa a terra nativo-americana, antigos povos indígenas acreditavam numa lenda do “búfalo branco”. o búfalo que o Shadow encontra no primeiro episódio possui o mesmo significado.

Moeda mágica

Mad Sweeney acidentalmente entregou uma moeda ao Shadow no primeiro episódio, moeda essa que ele jogou no túmulo da Laura, a trouxe de volta à vida. No livro, a Laura faz um colar com a moeda, na série, aparentemente ela “engoliu”.

É uma moeda mágica do Leprechaun e que também é uma moeda da sorte, sem ela, ele entra em uma onda de azar interminável.

David Bowie

Figurando personalidades da mídia, como Lucy Ricardo no episódio 2, a Deusa Media se transformou em David Bowie, Ziggy Stardust especificamente. Os diálogos dela nesta cena contém trechos de músicas do Camaleão do Rock. Veja mais sobre as referências neste post do link abaixo:

Neil Gaiman é fã do David Bowie assim como Bryan Fuller, o showrunner inclusive queria que o cantor fizesse uma participação em Hannibal, sua última série antes de American Gods.

Marilyn Monroe

Mais uma personalidade encarnada por Gillian Anderson como Media.

A primeira fala dessa personificação, “Happy Birthday, Mr. President” é uma referência à icônica canção de “Parabéns Para Você” cantada por Marilyn ao então presidente dos EUA em 1962, John Kennedy.

Existem algumas teorias sobre a repentina morte da artista em agosto de 1962, Media logo fala que não acreditassem que foi por overdose que Marilyn morreu e sim por causa que não queriam que ela revelasse os segredos de John Kennedy, segundo uma das teorias mais famosas, foi o irmão do presidente, Robert Kennedy que ordenou o assassinato.

Media cita essa teoria, só que envolvendo espiões da CIA enfiando agulha em seu olho antes de morrer.

Mr. World

Uma das figuras mais enigmáticas da obra de Neil Gaiman, Mr. World é o líder dos Novos Deuses. A sua real representação pode significar muitas coisas. Na personificação de Mr World, ele é o que os “homens de preto” representam no imaginário do povo americano, são aqueles que têm olho em tudo o que acontece, possuem conhecimento sobre as pessoas e aquilo que fazem.

Mr. Wood

Aquela medonha aparição no fim do episódio, em que a madeira ganha vida é Mr. Wood, um dos aliados de Mr. World. São vários os aliados, chamados de “Spooks“, todos são todos “homens de preto”.

Leia a review completa do episódio aqui. Tem alguma outro dúvida? Deixe nos comentários!

Compartilhe:

Giliard Gomes Author

Designer geek que gosta de passar o tempo livre assistindo séries e filmes além de colaborar com comunidades online. Reconhecido como Principal Colaborador do Google.